"A SEÇÃO REGIONAL DA IPA EM SÃO PAULO NÃO AUTORIZA A UTILIZAÇÃO DE SEU NOME, ABREVIATURA, EMBLEMAS E LOGOTIPO, BEM COMO REQUISITAR OU DOAR, E SOMENTE SERÁ REPRESENTADA POR SEUS DIRETORES E/OU POR PESSOAS EXPRESSAMENTE AUTORIZADAS PELA PRESIDÊNCIA " .
IPA-Consultora Special do Conselho Econômico e Social da ONU, do Conselho Europeu, da OEA e da UNESCO e Mantendo cooperação com a EUROPOL

Unidades Policiais - SP
Baixe a Revista da IPA Suíça
Baixe a IPA News IAC - Janeiro de 2020
Ofício n° 50/2019
 

 

 


Nota informativa na íntegra - Saber mais>>

 

27/03/2020

Ministério da Saúde disponibiliza medicamento para tratamento em casos graves de pacientes hospitalizados por Covid-19

O Ministério da Saúde publicou uma Nota Informativa que trata do uso do medicamento Cloroquina como terapia auxiliar no tratamento de casos graves de Covid-19 para pacientes hospitalizados. A Nota nº 5/2020-DAF/SCTIE/MS foi divulgada na tarde desta sexta-feira (27).

“A medicação será disponibilizada para uso, a critério médico, como um auxílio no tratamento, especificadamente para pacientes em casos graves e que estejam hospitalizados, ou seja, não indicamos a auto medicação e nem que as pessoas corram até as farmácias para compras e ingerir esse remédio pois ele não é uma cura para a doença”, alertou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

 

Link do Min. Saúde

Presidência da República

Secretaria-Geral

Subchefia para Assuntos Jurídicos

 

DECRETO Nº 10.282, DE 20 DE MARÇO DE 2020

 

Regulamenta a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, para definir os serviços públicos e as atividades essenciais.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto na Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020,

DECRETA:

Objeto

Art. 1º Este Decreto regulamenta a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, para definir os serviços públicos e as atividades essenciais.

Âmbito de aplicação

Art. 2º Este Decreto aplica-se às pessoas jurídicas de direito público interno, federal, estadual, distrital e municipal, e aos entes privados e às pessoas naturais.

Serviços públicos e atividades essenciais

Art. 3º As medidas previstas na Lei nº 13.979, de 2020, deverão resguardar o exercício e o funcionamento dos serviços públicos e atividades essenciais a que se refere o § 1º. § 1º São serviços públicos e atividades essenciais aqueles indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, assim considerados aqueles que, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população, tais como:

I - assistência à saúde, incluídos os serviços médicos e hospitalares;

II - assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade;

III - atividades de segurança pública e privada, incluídas a vigilância, a guarda e a custódia de presos;

IV - atividades de defesa nacional e de defesa civil;

V - transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros e o transporte de passageiros por táxi ou aplicativo;

VI - telecomunicações e internet;

VII - serviço de call center;

VIII - captação, tratamento e distribuição de água;

IX - captação e tratamento de esgoto e lixo;

X - geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e de gás;

XI - iluminação pública;

XII - produção, distribuição, comercialização e entrega, realizadas presencialmente ou por meio do comércio eletrônico, de produtos de saúde, higiene, alimentos e bebidas;

XIII - serviços funerários;

XIV - guarda, uso e controle de substâncias radioativas, de equipamentos e de materiais nucleares;

XV - vigilância e certificações sanitárias e fitossanitárias;

XVI - prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais e de doença dos animais;

XVII - inspeção de alimentos, produtos e derivados de origem animal e vegetal;

XVIII - vigilância agropecuária internacional;

XIX - controle de tráfego aéreo, aquático ou terrestre;

XX - compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais de instituições financeiras;

XXI - serviços postais;

XXII - transporte e entrega de cargas em geral;

XXIII - serviço relacionados à tecnologia da informação e de processamento de dados (data center) para suporte de outras atividades previstas neste Decreto;

XXIV - fiscalização tributária e aduaneira;

XXV - transporte de numerário;

XXVI - fiscalização ambiental;

XXVII - produção, distribuição e comercialização de combustíveis e derivados;

XXVIII - monitoramento de construções e barragens que possam acarretar risco à segurança;

XXIX - levantamento e análise de dados geológicos com vistas à garantia da segurança coletiva, notadamente por meio de alerta de riscos naturais e de cheias e inundações;

XXX - mercado de capitais e seguros;

XXXI - cuidados com animais em cativeiro;

XXXII - atividade de assessoramento em resposta às demandas que continuem em andamento e às urgentes;

XXXIII - atividades médico-periciais relacionadas com o regime geral de previdência social e assistência social;

XXXIV - atividades médico-periciais relacionadas com a caracterização do impedimento físico, mental, intelectual ou sensorial da pessoa com deficiência, por meio da integração de equipes multiprofissionais e interdisciplinares, para fins de reconhecimento de direitos previstos em lei, em especial na Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015 - Estatuto da Pessoa com Deficiência; e

XXXV - outras prestações médico-periciais da carreira de Perito Médico Federal indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade.

§ 2º Também são consideradas essenciais as atividades acessórias, de suporte e a disponibilização dos insumos necessários a cadeia produtiva relativas ao exercício e ao funcionamento dos serviços públicos e das atividades essenciais.

§ 3º É vedada a restrição à circulação de trabalhadores que possa afetar o funcionamento de serviços públicos e atividades essenciais, e de cargas de qualquer espécie que possam acarretar desabastecimento de gêneros necessários à população.

§ 4º Para fins do cumprimento ao disposto neste Decreto, os órgãos públicos e privados disponibilizarão equipes devidamente preparadas e dispostas à execução, ao monitoramento e à fiscalização dos serviços públicos e das atividades essenciais.

§ 5º Os órgãos públicos manterão mecanismos que viabilizem a tomada de decisões, inclusive colegiadas, e estabelecerão canais permanentes de interlocução com as entidades públicas e privadas federais, estaduais, distritais e municipais.

§ 6º As limitações de serviços públicos e de atividades essenciais, inclusive as reguladas, concedidas ou autorizadas somente poderão ser adotadas em ato específico e desde que em articulação prévia do com o órgão regulador ou do Poder concedente ou autorizador.

§ 7º Na execução dos serviços públicos e das atividades essenciais de que trata este artigo devem ser adotadas todas as cautelas para redução da transmissibilidade da covid -19.

Art. 4º Os Poderes Judiciário e Legislativo, os Tribunais de Contas, o Ministério Público e a Defensoria Pública definirão suas limitações de funcionamento.

Art. 5º Resolução do Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da Covid-19 poderá definir outros serviços públicos e atividades considerados essenciais e editar os atos necessários à regulamentação e à operacionalização do disposto neste Decreto.

Vigência

Art. 6º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 20 de março de 2020; 199º da Independência e 132º da República.

JAIR MESSIAS BOLSONARO

Sérgio Moro

Luiz Henrique Mandetta

Wagner de Campos Rosário

André Luiz de Almeida Mendonça

Walter Souza Braga Netto

Este texto não substitui o publicado no DOU de 20.3.2020 - Edição extra- G e republicado no DOU de 21.03.2020 - Edição extra- H

INTERNATIONAL POLICE ASSOCIATION - IPA


Seção Regional de São Paulo


Cancelamento de Edital:


Srs. Associados, boa tarde:

                  Face o recrudescimento da pandemia Covid-19, TORNO SEM EFEITO o Edital de Convocação do dia 20 deste, tratando das Assembleias que seriam realizadas no dia 31 de março de 2020.

            
Retomada a normalidade, voltaremos ao assunto.

                                         
 Atenciosamente.

                                         
  Jarim Lopes Roseira

                  
   Presidente da Seção Regional da IPA em São Paulo

 

Mapa do vírus
Visualize em tempo real


Toque no mapa com dedo em qualquer país e tera em tempo real a situação de cada um deles

https://www.covidvisualizer.com/

A impressão que se tinha era a de que aqueles senhores, eleitos pelo povo, onde se inserem os servidores, não conheciam o significado das palavras sensibilidade, humildade e justiça. Agiam e votavam como se autômatos fossem. O presidente da Mesa, que por todos era chamado de “Reizinho”, mostrou-se autoritário e impiedoso. Até tropa de choque teve no interior da ALESP, pasmem, para reprimir servidores que só queriam defender seus direitos! Exagero. Ou ele não sabe que violência gera violência?

 

Debalde foram os argumentos fáticos – dados estatísticos -- utilizados pelo deputado Carlos Gianazi, mostrando que bastava o governo do Estado cobrar as dívidas bilionárias dos grandes devedores (deu nome aos bois) e fazer cessar as benesses disfarçadas de subsídios para que o Estado obtivesse a quantia equivalente à dita economia que a reforma da Previdência trará. Assim como não adiantaram os emocionados apelos do líder Teonílio Barba, da deputada Professora Bebel, de Beth Sayão, Enio Tatto, Campos Machado, Major Mecca e Adriana Borgo. Também foram vãos os esforços de tantos outros parlamentares, entre eles alguns da Bancada da Segurança, que por suas convicções, ideológicas ou não, muito lutaram.

 

A todos esses verdadeiros representantes do povo, o nosso reconhecimento. Reconhecimento de policiais civis, ativos, veteranos e pensionistas, e, por certo, de todos os demais servidores que, igualmente, se julgam injustiçados, mas que prometem votar com maior critério da próxima vez.

 

(*) Jarim Lopes Roseira é Escrivão de Polícia aposentado e

Presidente da Seção Regional da IPA em São Paulo

TERMINA A NOVELA DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA DE SÃO PAULO

(*) Jarim Lopes Roseira

 

Com a publicação no Diário Oficial deste sábado, 7/3/2020, dos textos da PEC 18 (agora Emenda Constitucional nº 49) e do PLC 80, ambos de 2019, chega ao fim a tragicômica novela da reforma, modificando o Regime Próprio da Previdência Social dos servidores públicos do Estado de São Paulo.

Empurrada goela abaixo, a toque de caixa, pelo governador João Dória, restou à submissa Assembléia Legislativa fazê-la tramitar, também com inusitada urgência, atropelando até o seu próprio Regimento Interno, como nunca se viu antes.

 

Nem mesmo o louvável esforço da aguerrida bancada oposicionista adiantou. Os deputados da base governista estavam determinados a aprovar os perversos textos, a qualquer custo, ou melhor dizendo. ao custo das legítimas expectativas de direito dos sofridos trabalhadores do estado mais rico da Federação. Quanta injustiça, quanta iniqüidade.

 






Srs. Asssociados:

Para conhecimento, estamos enviando cópia do e-mail que endereçamos ao Exmo. Sr. Ministro da Justiça e da Segurança Pública.

Jarim

A Sua Excelência

O Senhor Doutor SÉRGIO MORO

DD. Ministro de Estado da Justiça e da Segurança Pública

Brasília - DF

Com os nossos cordiais e respeitosos cumprimentos, vimos, em face da gravidade do momento atual porque passa a segurança pública no país, reiterar a Vossa Excelência a sugestão que fizemos via e-mail, em data de 19/02/2019 (cópia abaixo) -- quando do projeto das "14 Medidas contra o crime" -- sobre a reedição da PEC 300/2008, a qual propõe a criação de um piso salarial nacional para os policiais brasileiros, tomando por base os vencimentos praticados no Distrito Federal.

Ousamos afirmar, respeitosamente, ser essa a via de pacificação do universo policial brasileiro, que por incúria de alguns governos estaduais, se encontra em angustiante inquietação e revolta, por conta dos baixos salários.

Respeitosamente,

Jarim Lopes Roseira

Presidente da Seção Regional de São Paulo da International Police Association - IPA

***************************************************************************

E-mail datado de 19/2/2019

Com os nossos cordiais e respeitosos cumprimentos, vimos, em nome da parcela dos policiais que representamos no Estado de São Paulo, solicitar a Vossa Excelência que inclua no Projeto das "14 Medidas contra o crime", a essência da PEC-300, que propõe a criação de um piso salarial nacional para os policiais brasileiros, tomando por base os vencimentos praticados no Distrito Federal.

Ousamos afirmar ser esse o componente que fechará, com chave de ouro, a oportuna iniciativa do governo Bolsonaro, incrementada por Vossa Excelência.

Jarim Lopes Roseira

Presidente da Seção Regional de São Paulo da International Police Association- IPA



2º TURNO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA É ADIADO PARA 3/3/20

      Depois de uma sessão tumultuada que se prolongou até depois das 23 horas desta quarta-feira, 19-2, a ALESP, mediante acordo da liderança dos partidos, resolveu adiar para o dia 3/3, a votação da PEC-18.

       Foi decisiva a participação dos servidores, principalmente os da Educação, que mantiveram a galeria permanentemente lotada, pressionando pela não aprovação da medida. Da Polícia Civil muito poucos compareceram, o que é de se lamentar.

       Destaque para a atuação dos deputados da oposição, que ressaltaram sobretudo os débitos de empresas como o Pão de Açúcar, Vivo e Claro, entre frigoríficos e outras, cujo montante supera a alegada (e mal comprovada) economia que a Reforma trará para os cofres públicos.

       O deputado Campos Machado ressaltou que a pressa do governo e de sua base na ALESP é tanta que sequer aguardaram as decisões formais do judiciário sobre a matéria. Outros parlamentares alegaram desconhecer o teor de algumas emendas.

        Enquanto isso, veio a notícia de que o governo de Minas Gerais concedeu aumento de 41,7 % aos seus policiais!

       Às 23:30 eu e o presidente da AEPESP, Renato Del Moura, com a consciência do dever cumprido, deixamos as dependências da ALESP.

                                   
Jarim – IPA - SP                                    
                                   




7°S. JOGOS LATINO-AMERICANOS DE POLICIAIS E BOMBEIROS

A exemplo do que ocorre anualmente, recebemos neste 15 de fevereiro, e-mail do amigo Robert Thomas, policial belga, radicado nos EUA, presidente da AITP (Association Internationale Tactique de La Police), o convite para os 7°s Jogos Latino-americanos de Policias e Bombeiros, que neste ano serão realizados na cidade de Quito, Equador, de 25 a 31 de outubro de 2020 .

Lembramos, por oportuno, que o representante oficial da AITP no Brasil é o nosso associado, Dr. Mauricio José Lemos Freire, Delegado de Polícia, atualmente com sede de exercício no SAT (Serviço Aerotático da Polícia Civil).

Para obter maiores informações acesse:

E-MAIL : president@aitpworld.org

www : www.aitpworld.org

FB : Facebook

Na edição do próximo número da revista NEWSLETTER IPA SÃO PAULO, publicaremos detalhes dos concorridos jogos.

Jarim Lopes Roseira,

Presidente da IPA-SP

 

I P A – SP

Amigo Waldir e demais diretores do operante SIPOCIMC:

Recebam meus efusivos parabéns pelo excelente e realístico trabalho. Efetivamente, o "pedido de socorro" se justifica plenamente e as autoridades a quem a questão está afeta, estão com a palavra.

Os números, que não mentem, são estarrecedores. Eu, que como os amigos sabem, aí militei por longos 15 anos, posso atestar, de cátedra, que o alarmante relato guarda total fidelidade.

É lamentável que as autoridades que têm a responsabilidade de zelar pela segurança da população, deixem a situação chegar a esse ponto. Atinge às raias da improbidade administrativa. Afinal, as consequências desse descaso afetam a todos indistintamente, afetando o progresso e o bem-estar a que todos têm direito.

Contem com a mais irrestrita solidariedade da Seção Regional da IPA em São Paulo. E, se preciso for, vamos à luta!

Fraternalmente,

São Paulo, 13 de fevereiro de 2020

Jarim Lopes Roseira

Presidente IPA-SP


 

A Sua Excelência 

O Senhor Coronel PM MARCELO VIEIRA SALLES

DD. Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo

São Paulo – SP

 

                     Senhor Comandante SALLES:                   

                     Em meu nome pessoal e no de todos os diretores e associados desta Associação, cumprimento Vossa Excelência pela brilhante e realista entrevista, publicada na edição de hoje (02/02/20) no jornal Folha de S.Paulo. 

                     Bastante esclarecedor e transparente, o texto mostra a austera filosofia de trabalho da Instituição ao instante em que defende o policial militar, inclusive naquilo que mais lhe angustia, que são os baixos salários. Parabéns!

                     Jarim Lopes Roseira

Presidente da Seção de São Paulo da International Police Association - IPA

NA MESA DO “IEB” PROJETO AS MELHORES PRÁTICAS

O poderdo POWER

( P olice O fficer W ellness, E thics & R esilience)

Os policiais enfrentam ameaças diárias à sua saúde física e psicológica. O trabalho tornou-se mais difícil do que nunca. As agências Segurança Pública lutam para contratar oficiais novos o suficiente para acompanhar as perdas devido a oficiais que se aposentam, desistem, saem por incapacidade ou, mais tragicamente, são mortos no cumprimento do dever. Um número alarmante de policiais comete suicídio. E há muitos oficiais que são demitidos por algum ato de má conduta. E a grande maioria dos policiais que acabam sendo demitidos, não era corrupta por natureza.

Eles começaram suas carreiras policiais após passarem por um rigoroso processo de contratação, que incluía um polígrafo e uma avaliação psicológica. Eles tinham esperanças de fazer uma diferença positiva em sua comunidade. Muitas vezes, no entanto, a natureza do trabalho, incluindo incidentes críticos operacionais

externos e desafios organizacionais internos, muda fundamentalmente muitos policiais.

No entanto, há alguma esperança. O POWER(PODER) significa bem-estar, ética e resiliência para policiais. O Power (poder) é mais do que apenas um novo livro, que apresenta estratégias baseadas em evidências para auxiliar as divisões policiais na implementação de programas de políticas para promover o bem-estar de seus funcionários.O Power (poder) é o início de um movimento para mudar a maneira como os policiais são contratados, treinados, supervisionados, promovidos, disciplinados e, o mais importante, apoiados. O objetivo é que os executivos da Polícia adotem uma cultura de bem-estar em que a segurança psicológica dos policiais seja considerada tão importante quanto a segurança física.
Continuar leitura>>

O QUE FAZER NESSE CONFUSO E SOMBRIO INÍCIO DE 2020

Não bastasse a temerária promessa do governador João Dória de, ao final de seu mandato, deixar a polícia de São Paulo com o segundo melhor salário do país, pelo menos três episódios estão nos deixando confusos e descrentes.

Temos fundadas razões para concluir que tudo não passa de promessa vã, difícil de ser concretizada. Episódios pretéritos, atuais e os que despontam no horizonte, nos autorizam a pensar assim.

Durante o ano de 2019, num clima de quase caos no campo dos recursos materiais e humanos em todas as unidades das polícias paulistas, com algumas medidas intempestivas, adotadas nos últimos meses, o quadro se complicou mais ainda. Senão, vejamos:

As Requisições de pequeno valor

No último trimestre do ano, em polêmico projeto de lei, Dória encaminha e a pusilânime Assembleia Legislativa aprova por 41 votos a favor e 40 contra, a lei que reduz de R$ 30 mil para pouco mais de R$ 11 mil, o valor das RPVs (Requisições de Pequeno Valor). Ou seja, o governo instituiu uma espécie de calote, prejudicando cerca de 600 mil servidores e alguns contribuintes da iniciativa privada que têm precatórios a receber nessa faixa de valores. Insensibilidade do Executivo, endossada pelo Legislativo. Resta o Judiciário...
Continuar leitura>>


Projeto Social - Lutar para Vencer e Realizar

A Clínica Vidya e o Sistema Filosófico e Marcial Song Do ,com o apoio da Seção Regional da IPA em São Paulo, estão implantando o PROJETO SOCIAL “LUTAR PARA VENCER E REALIZAR” .

Trata-se de uma iniciativa ousada, voltada para o encaminhamento de crianças e jovens, à junção dos critérios da “educação de berço”, com a educação formal aprendida na escola.

As instituições envolvidas demonstram sua preocupação com o futuro das crianças e dos adolescentes, num país em que as políticas dessa temática deixam muito a desejar.

Ninguém desconhece que as atividades desportivas e culturais sãofundamentais na integração social, combatendo a ociosidade, mãe de todas as mazelas.

É preciso, portanto, manter as crianças e os jovens ocupados em atividades úteis e prazerosas. E, por isso, nas palavras de introdução do nosso Projeto, está escrito: “... família, escola, sociedade e governo devem trabalhar juntos para poder oferecer soluções a esses problemas” . O trabalho conjunto, reunindo experiências multidisciplinares, é muito mais eficaz.

 

A integra do Projeto está didaticamente detalhada no seu documento constitutivo, que poderá ser acessado através dos sites:

www.clinicavidya.com/hapkido   www.hapkidocuritiba.com

Assessoras de Imprensa:

 

São Paulo, dezembro de 2019

Jarim Lopes Roseira

Presidente da Seção Regional da IPA em São Paulo

Senhores Associados:

Temos a satisfação de comunicar-lhes que, através de contato com o nosso Diretor Milton Rosa da Silva Júnior (MR Documental, Consultoria Financeira e Participações Ltda. CNPJ 10.268.085/0001-47) a IPA-SP firmou convênio com o Banco BMG, visando a obtenção de crédito a taxas acessíveis, de forma ágil e segura, para os associados.

O Banco não cobra anuidade, oferece a possibilidade de compras e saques sem consulta ao SPC e SERASA, não cobra multa por atraso e o limite estabelecido é de acordo com a margem consignável para cartão.

Oferece a bandeira Mastercard Internacional, com acompanhamento de fatura pelo APP, com processo de formalização digital, oferecendo assessoria financeira completa.

Para contatos, falar com Renata Albuquerque Lovecchio, através do cel. 94520-2324 oucom Ana Claudia Rodrigues Ciconello, pelo cel. 96481-7907

São Paulo, 21 de novembro de 2019

A Diretoria da IPA-SP

COMENTÁRIOS AO CÓDIGO DE HAMURABI – O Rei do Direito e da Justiça

Com o título acima, o nosso associado, Dr. Carlos Alberto Marchi de Queiroz, mestre e doutor em Direito Penal pela USP, transita, com a maestria e o estilo clássico que o caracterizam, indo aos primórdios da civilização, de onde vem o “olho por olho, dente por dente, mão por mão e pé por pé”.

Pelo visto, (ainda não tive tempo de folhear todo o compêndio) a obra agradará a todos, em especial aos que labutam no instigante mundo do Direito.

De parabéns a Editora Pontes e a Academia Campinense de Letras. A IPA-SP coloca sua modesta sede à disposição para eventual relançamento da elogiável obra.

São Paulo, outubro de 2019


Jarim Lopes Roseira

Artigo
Uma pedra. E dela jorram leis
Por Antonio Contente

Já comentei, aqui neste espaço, o quanto o livro, mesmo nesta época das ágeis informações que o meio eletrônico propicia, segue sendo fundamental. Pra mim, por exemplo, ele é uma coisa pessoal, tua, palpável, intima, que se pode não só consultar ou curtir, mas também acariciar, sentir o cheiro, e, até, beijar ao leva-lo pra cama. E um livro que te pega, afinal, explode num entranhamento. Pois passa a fazer parte da sua vida. Quer no instante da leitura, se for uma história prazerosa, de ficção, por exemplo. Quer fornecendo elementos de utilidade ímpar para o desenvolvimento de conceitos, ampliação de informações culturais, ou, até, adubo para a criação. Literária ou não.

         Dia desses, numa dessas situações comuns que a vida propicia a todo instante, cheguei à pequena roda de amigos, no Café Regina. Estava em discussão, até por causa da situação política relativamente confusa que atravessamos, a aplicação, em certas personalidades, da chamada "Pena de Talião". Ou seja: se um deputado, por exemplo, matasse um par ou rival, também deveria ser morto. Com a adoção daquilo que chamam de "olho por olho, dente por dente".

Ver mais>>


A IPA-SP, preocupada com a qualidade de vida de seus associados e em colaboração  com o IAMSPE, divulga o Programa "Prevenir", através de vídeos ilustrativos. A primeira palestra tratará do tema DEPRESSÃO.

Acesse o link: https://www.youtube.com/watch?v=nKKxKj3hbJA

Atenciosamente, 

Jarim


O CRESCIMENTO ANORMAL DE SUICÍDIOS DE POLICIAIS CIVIS
Não é porque a Organização Mundial da Saúde resolveu criar o “setembro amarelo” que resolvemos escrever esta matéria. Aqui, a situação é tão grave que, há muito tempo, estamos no vermelho! A questão é recorrente e tem nuanças de grave anormalidade. Ou seja: suicídios de policiais sempre houve, dentro dos parâmetros digamos... aceitáveis; só que o crescimento constante e progressivo deixou de seguir a proporcionalidade com as demais profissões e passou a se constituir num sério problema. O índice de suicídios de policiais é três vezes maior! Algo está profundamente errado! ver mais>>

Prezados Associados: 

O oficio que com este segue é autoexplicativo. É a nossa resposta a um advogado que esqueceu o que é ética e respeito ao próximo. Pedimos que o mesmo seja responsabilizado à luz do Código de Ética da OAB.

Atenciosamente, 

Jarim

Senhoes Associados :
Com este estamos encaminhando a Vossas Senhorias, a proposta de atendimento Psicológico e  Psicanalítico formulado pela colega associada Mirella Paula Galera, Investigadora de Policia, recentemente aposentada e que por longos anos prestou atendimento junto à DPAA do DAP.


MIRELLA PAULA GALERA

PSICÓLOGA/PSICANALISTA : CRP: 06/31840-2

CONTATO - TELEFONE: (11)9 9993-2672

EMAIL:migalera64.mp@gmail.com

 

Prezados Associados da I.P.A-Associação Internacional de Polícia- São Paulo

Meu nome é Mirella, sou Investigadora de Polícia aposentada recentemente, psicóloga e psicanalista.

Dos muitos anos trabalhados na Polícia Civil do Estado de São Paulo, onze foram no departamento de Narcóticos-Denarc, mais especificamente, na DIPE-Divisão de Prevenção e Educação e outros oito no DAP/DPAA-Núcleo Psicossocial.

Em ambas as divisões, meu trabalho convergiu para o atendimento de pessoas, policiais civis ou não em suas diferentes demandas. A nossa tão sofrida família policial em seu difícil ofício se depara diariamente com situações que por si só são desestruturantes, que exigem ao máximo do equilíbrio emocional do profissional, que pedem resoluções rápidas, proatividade, assertividade, etc.

O Policial está exposto a toda sorte de violências e situações perigosas fazem parte de sua realidade de trabalho. Somem-se a este quadro, outras realidades internas próprias de cada local de trabalho, salários sempre aquém de seu honroso ofício, mais família, filhos e teremos muitas vezes um policial estressado, e principalmente, sentindo-se sozinho. Com quem compartilhar a sua dura realidade? Levar tais problemas para sua esposa, marido, amigos? Não parece viável. Compartilhar com um colega situações de foro íntimo? Também não. E assim vai adoecendo o policial, física e emocionalmente. E aí onde o trabalho de acompanhamento psicológico pode ser útil. Afinal, um psicólogo é aquele profissional apto a uma escuta profissional e acolhedora, sem julgamentos nem muito menos opiniões formadas.

Foi como trabalhei nesses meus anos dentro de nossa instituição. Acolhendo meus colegas, pensando junto com eles, fazendo daquele espaço um espaço privilegiado para a escuta, para o respeito por aquele ser humano, para a criatividade, mudança e principalmente, para a melhoria da qualidade de vida dos que procuraram pelo serviço. E afinal, quem melhor do que uma psicóloga policial, para entender um policial? Uma profissional que conhece os meandros da instituição, seu “modus-operandi”, suas qualidades e vicissitudes?

Para isso estou aqui. Apresentei em poucas linhas minha formação, forma de atuação e ofereço meu trabalho a todos os policiais civis, militares, federais, municipais membros da I.P.A e seus cônjuges. Sobre meus honorários, desde já esclareço que facilitarei nesse aspecto aos colegas. Não deixem de procurar o serviço por conta do fator financeiro. Associados IPA e seus cônjuges terão desconto e os honorários serão discutidos caso a caso.

Então caros colegas, espero por vocês num espacinho aconchegante no bairro da Aclimação. Entrem em contato por telefone celular, whatsapp e/ou e-mail.
Abraços cordiais em  “Servo Per Amikeco”.

Informações e conselhos úteis para países de todo o Mundo. Você pode encontrar um país clicando por região no mapa ou usando a ordem alfabetica de A a Z.

Para quem vai passear, vale dar uma " olhada" no site para colher informações.
As informações são atualizadas constantemente.

Welcome to GOV.UK

The best place to find government services and information

Simpler, clearer, faster


Foreign travel advice

Search for a country or territory



 

Resolução SS-159 de 15/12/2005 : "Dispõe sobre o Gerenciamento de Pessoas Não Identificadas Civilmente nas Unidades de Saúde participantes, conveniadas e não conveniadas do SUS - Sistema Único de Saúde"

KIT BB SEGURO

Senhores Associados:

Comunicamos a eventuais interessados que o Banco do Brasil, através da Agência Tiradentes, onde a IPA–SP movimenta a sua conta corrente há mais de 18 anos, está oferecendo aos associados o "KIT BB SEGURO", por R$ 55,00, englobando:

-  Seguro Residencial Essencial , cobrindo diversos itens;

-  BB Dental Promo , cobrindo diagnóstico, urgência/emergência, prevenção e outros itens;

- BB Seguro Vida, com cobertura em casos de morte natural e acidental além de indenização extra; assistência funeral (r$ 3.000,00); assistência farmácia e chaveiro residencial.

Contatos com SHIRLENE, através do e-mail shirlene@bb.com.br

Atenciosamente,

A Diretoria da IPA-SP – Tel. (11) 3313.5077

IPA Houses foram criadas em vários países para o benefício dos membros e suas famílias.
Para informações completas e detalhes de contato, visite nosso site IPA House ou contacte a sua Seção Nacional.

Site:http://ipa-iac.org/houses

Gimborn Castle, na Alemanha, é a bandeira da  Associação Internacional de Polícia.É o IPA's International Conference Centre em seminários, conferências e reuniões. "Gimborn Castel" é um lugar muito conhecido, onde os policiais de todas as categorias se encontram, para trocar experiências e aprender, um centro de estudos da IPA
Offial site:http://ipa-iac.org/en

Veja o video oque é a I.P.A.
International Police Association


IPA - WORLD POLICE PRIZE
Veja mais >>

"SERVO PER AMIKECO" - "A SERVIÇO DO BEM, GUARDIÃES DA PAZ"

(Letra e Música do Hino da IPA em espanhol)
http://www.youtube.com/watch?v=GYNS-4CL9w4&feature=youtu.be

Dicas de Segurança, matérias extraidas do site da Polícia Civil do Estado de São Paulo.
Veja mais >>
Ouça um pouco a bela canção: O Bom Pastor
Com este título, o Professor Carlos Alberto Marchi de Queiroz trouxe a lume uma obra de grande valor, contendo uma visão histórica da instituição policial civil, desde a sua criação até os dias atuais, com reflexos na Polícia Judiciária Brasileira. Veja mais >>
Obra de autoria do Dr. José Guilherme Raymundo, Delegado de Polícia aposentado, sócio da IPA, ex-Inspetor da Guarda Civil do Estado de São Paulo, ex-Inspetor Chefe de Agrupamento da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo e ex-Comandante da Guarda Civil de Guarulhos.

No livro o autor presta uma justa homenagem às Guardas Civis Municipais do Brasil, corporações que a cada dia conquistam a admiração e o respeito do povo brasileiro.
CALENDAR OF EVENTS
Please find below a list of IPA events for the next 12 months:
SectionD Date Event
UK
30 Jan-2 Feb 2020
Ceilidh Weekend, Kingussie, Scotland – FULLY BOOKED
UK
14-17 Feb 2020
Devon Branch Spring Friendship Weekend, Exmouth
Japan
7-14 Apr 2020
Japan Friendship Week
UK
22-28 Apr 2020
Caravan & Camping Club Rally, Spalding
Montenegro
10-15 May 2020
IPA Games, Bar
UK
05-08 Jun 2020
Lincolnshire Friendship Weekend
UK
7-18 Jun 2020
British Isles Cruise, departing from Liverpool
Austria
13-20 Jun 2020
Hiking Week, Nassfeld
UK
1-8 Aug 2020
Friendship Week, Northern Ireland
UK
8-15 Aug 2020
Friendship Week, Scotland